23 de abril de 2007

 

Aplauso

Quem se vê forçado a escrever frequentemente notas criticas, negativas, tem prazer em oportunidades de elogio ou regozijo. Uma, obviamente, é a do concurso para contratação de novos 1000 investigadores doutorados (Ciência 2007).

Tentei obter o máximo de informação, mas fiquei com uma dúvida, que julgo importante. O contrato só pode ser, exclusivamente, para funções de investigação ou pode comportar funções docentes, mesmo que limitadas? Mais, pode ser ao abrigo da carreira docente, por exemplo como professor auxiliar? Isto parece-me importante porque mais ou menos metade das vagas já aprovadas vão ser postos a concurso por universidades e faculdades, não apenas pelas unidades de investigação da FCT.

Se assim for, e dado que o prazo de contrato financiado pela FCT pode ir até aos cinco anos, isto seria a primeira vez em que é possibilitada aos jovens doutorados, no fim do contrato, a contratação sem prazo, por via da nomeação definitiva. O problema crucial está em saber-se se as universidades vão ter disponibilidade financeira para isto. Com as actuais constrições orçamentais, certamente que não.

Comentários:

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]





<< Página inicial

Subscrever Mensagens [Atom]