29 de janeiro de 2007

 

Doutoramentos à antiga?

Muitas vezes tenho visto discutir-se, e bem, o anacronismo das "teses de tijolo" em letras e direito, a prolongar os doutoramentos por anos e anos. Ainda há uns anos, segui de perto os intermináveis dez anos de trabalho de doutoramento em História de um amigo. É curioso é que, depois, fazem às vezes a agregação em dois ou três anos, menos do que é habitual nas ciências e tecnologias.

No entanto, dou sempre por mim em que as coisas não são tão lineares como parecem.

Nos obituários de A. H. Oliveira Marques, reparo que concluiu a licenciatura em 1956 e o doutoramento em 1960. E não me digam que era um protegido do sistema.

Comentários:

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]





<< Página inicial

Subscrever Mensagens [Atom]