8 de novembro de 2006

 

Um disparate do CRUP

Li hoje no Diário Económico uma notícia espantosa:
O Conselho de Reitores (CRUP) vai pedir uma audiência ao primeiro-ministro José Sócrates e apelar à intervenção do Parlamento dada “a enorme dificuldade em conseguir dialogar com o ministro da tutela para conjuntamente resolverem ou contribuir para amenizar os efeitos altamente gravosos decorrentes da aplicação da lei orçamental”.
Os reitores ocupam cargos que também são fortemente de natureza política. Exigia-se-lhes um mínimo de traquejo politico. Vou admitir que esta atitude do CRUP não é mera operação de propaganda, porque a gravidade da situação financeira não o permite.

Portanto, querem mesmo ser recebidos pelo primeiro ministro. Mas alguém pensa que o primeiro ministro vai desautorizar um ministro, recebendo quem lhe vai fazer queixa publicitada da impossibilidade de diálogo com o ministro? Assim não vão a parte nenhuma, senhores reitores.

Comentários:

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]





<< Página inicial

Subscrever Mensagens [Atom]